31/10/06

Vazio

Longe de tudo o que é mais importante na vida, rodeado de matéria, abateu-se o vazio.

Onde estão a família, os amigos, a amada? Às três da manhã não vou ligar para ninguém.

Dormir parece impossível, tal a enormidade do vácuo que absorve o meu ser.

Todo o conforto se transforma num imenso deserto de ideias e sentimentos.

A mente, habituada a fazer a ligação da realidade para o fantástico, adormecendo com projectos, futuros possíveis, ilusões, parece agora fonte sem pinga.

3 comentários:

samuca disse...

sem o vazio nao conheciamos o cheio o repleto q nos invade da mesma forma q o vazio tem uma panoplia d sensaçaoes q possamos pensar q sejam adversas........ quando o "vazio" se apoderar aproveita o momento pois nem sempre sera assim... "vive cada dia como se fosse o ultimo"

Boris disse...

carpe diem

;)

Carla disse...

Sem o vazio, não damos importância ao pleno;
Sem sentirmos frio, não nos regozijamos com o quente;
Sem estarmos doentes não damos graças por estarmos sãos e, lamentavelmente, só quando perdemos alguém é que nos apercebemos do seu valor e da falta que nos faz, pois…
Só a saudade nos mostra o que vale a amizade e o amor.